sábado, 12 de novembro de 2016

ClAUSTRO IN MY HEART!

SP- São José Dos Campos - Brasil - América do Sul - Planeta Terra - Via Láctea

Um show do Claustrofobia é sempre histórico, seja em um grande festival, ou numa pequena cidade do interior.

São José dos Campos é enorme, quase 700 mil pessoas. E foi lá que nós da Dive Comunicação, presenciamos um dos melhores shows do Claustrofobia de sua história.

É fácil entender, uma frustração de uma banda que está excursionando, apesar dela estar trabalhando( e fazendo o que gosta), não poder conhecer melhor uma cidade, o tempo é curto, tocar, arrumar o equipamento, e viajar para outra cidade.

Nos sentimos assim, viajando com o Claustruth-fã clube oficial do Claustrofobia,criado por Ándrea Pinheiro em 2015, o fã clube alugou uma van e fomos em 15 pessoas para São José dos Campos. Nem vimos a cidade, mas isso importa?

Realmente, após assistir o show de lançamento do sexto disco(Download Hatred) da banda, não importa.

Nesta van Metal Máloka( a trilha sonora foi o último álbum do Claustro), estava Toninho Iron, presidente do fã clube do Sepultura, um cara importantíssimo não só para o Sepultura, mas para o metal nacional. Tanto é que, ele é parceiro do Claustro desde quando a banda tinha uma média de idade de 15 anos. Antônio Coelho, estava vestido com a sua camisa do Sepultura com as cores do seu Santos Futebol Clube.

Foi muito divertido ir conversando com as 14 pessoas presentes: Ándrea Pinheiro, Graziele Silva( com a sua tatuagem do Claustro) e seu namorado Rafael de Lacerda( estava com uma bela camisa da música Nota 6,66), Fábio dos Santos(amigo do pessoal do Krisiun, nos mostrou fotos de sua filhinha com a camiseta do Krisiun), Johnny Suicidal( o maluco da tatuagem do Pantera, quem assistiu o SWU, o show da banda Down, deve se lembrar dele), Luan Araújo, o casal Mari Baggio e Michel Amorim( ex- integrante da banda Anarkhon, nos contou sobre a turnê da sua banda pela América do Sul), Rafael Aguiar( o gigante palmeirense), Valberto Lino( o headbanger que contou sobre a sua saga em um show, saiu de Campinas para São Paulo a pé, três dias andando... Valberto  estava com uma camisa do Claustruth, queremos uma dessa, Ándrea! Brincadeira à parte, nós agradecemos muito a presidente do fã clube por nos presentear com adesivos e bótons do Claustruth), William Souza Fabiana Rodrigues.

Chegamos cedo no Hocos Pocus Studio & Café, lugar muito bacana, bastante espaço, com uma área externa bem interessante. O som da casa estava tinindo, parabéns aos responsáveis.



A banda convidada, Crucifixion Br fez um showzaço, estão cada vez mais entrosados, executaram um set-list de primeira, destaque para o medley Arise/Dead Embryonic Cells, do Sepultura. Márcio Maxx Larrea Gutteres(vocal e guitarra), muito carismático, Beto Factus(baixo) e Juliana Novo(bateria) são um power trio dos infernus, vocês ainda vão ouvir falar muito neles. A alegria estampada no rosto da banda foi muito legal de assistir. Tocar com a casa cheia, uma banda que já fez turnê na Europa, é sempre gratificante. Nós da Dive nos sentimos honrados em tê-los no primeiro Dive Metal Fest, realizado dia 27 de julho no tradicional Manifesto Bar.

O Claustro foi saudado com um urro grande pelos fãs, fazia muitos anos que a banda não se apresentava em São José dos Campos. Marcus D'Angelo(vocal e guitarra) soltou:"muito obrigado pela recepção, nós estamos vindo de dois shows, cansados pra caralho, mas essa recepção aqui nos faz querer tocar por muitas horas...".

Douglas Prado, o novo guitarrista do Claustrofobia, deu uma verdadeira aula no auge de seus 18 anos, é espantoso o que o moleque faz na guitarra, está tocando absurdamente. A música "Curva", é originalmente executava por Andreas Kisser do Sepultura, faixa que está no último disco do Claustrofobia, é de uma intensidade impressionante, mas Douglas tocou a música como se o solo criado por Andreas fosse dele.O cara vai longe.

Como mencionamos em cima, foi um dos melhores shows da banda, O Hocos Pocos estava bem cheio, e deve ser animal para a banda, ter o público "só" para eles.

E sabem como ninguém conquistar os velhos , novos fãs e arrigimentar outras pessoas para o Claustruth.


Podemos destacar a parte do set-list onde tocaram "Metal or Die", onde fazem uma homenagem aos seus ídolos no Metal,  logo emendaram com uma música do Black Sabbath, "Children Of The Grave" e na sequência a música mais "Sabbath" que o Claustro já fez, The Greatest Temptation. Foi matador.

Existem poucas bandas que podem tocar nos melhores festivais do mundo inteiro, o Claustro é uma delas.

Mila Pinheiro, a fotógrafa da Dive, tirou as fotos finais, foi um orgulho para nós:







Daniel Bonfogo(baixista), Douglas Prado(guitarrista), Caio D'Angelo(baterista) e Marcus D'Angelo(vocal e guitarra)








Voltando para a van, no caminho para São Paulo, com Toninho Iron um pouco alcoolizado, o motorista não sabendo se nos deixava em Santana ou Tietê, faltava meia hora pro metrô fechar, nós ficamos felizes pra caramba, e durante a semana o Marcus mandou uma mensagem para a Dive agradecendo a presença...

Definitivamente, parafraseando e homenageando o próprio Claustrofobia:

"CLAUSTRO IN MY HEART!"

















































(Juliana Novo, batera do Crucifixion BR)






(Beto Factus, baixista do Crucifixion Br)


(Márcio Maxx Larrea Guterres, vocalista e guitarrista do Crucifixion Br)


( Galera da van)








( Na estrada...)






Nenhum comentário:

Postar um comentário